Quem está ligado

Temos 9 visitantes e sem membros em linha

Requisição de Anilhas

cobl requisitar anilhas

Preservando agapornis…

Preservando agapornis…

Hoje em dia os agapornis mais criados no nosso país são os roseicollis, os fischeris e os personatas. O nigrigenis aproxima-se a passos largos deste trio.

            Os roseicollis são a espécie mais robusta, prolífica e a que mais se consegue defender de problemas como a hibridação. Em viveiro conjunto ou individual, os casais não demoram muito a habituar-se a um novo lar e basta um par de meses para que o nosso "suposto" casal se comece a revelar. Não me vou alongar com explicações sobre o número de dias de choco, independência dos juvenis,etc pois estas informações estão já amplamente expostas em qualquer bom site ou livro. A principal dificuldade consiste em sexar os nossos roseicollis. Aqui a regra costuma ser simples, só as fêmeas transportam o material de nidificação (folha de palmeira, de pinheiro, verga…) para o ninho, retalhado e metido no dorso. Ou seja se tivermos "palha" no ninho, pelo menos uma fêmea temos que possuir. Depois é esperar pelos ovos. Se estiverem fecundados, acabam aí as nossas dúvidas, caso não estejam e sejam mais de 7 ou 8 o melhor é começarmos a pensar em adquirir dois machos. Por outro lado, se tivermos fornecido todas as condições ao nosso casal, e já passaram uns meses sem haver nenhum material no ninho, então provavelmente temos dois machos. Claro que há excepções, mas regra geral se formos observando as aves com paciência, no espaço de um mês ou dois temos assim o nosso casal formado.

Existem uma série de mutações e factores que nos permitem fazer um pequeno arco-íris de roseicollis, desde os lutinos, aos arlequins, os malva, os canela, os opalinos, etc…

Apontando agora as nossas baterias para os fischeris, os personatas e os nigrigenis chegamos à conclusão que são parentes muito próximos e que os podemos englobar num grupo juntamente com os liliane, espécie muito pouco difundida em Portugal.

E é no facto de serem tão parecidos que está a maior ameaça para estas espécies. Senão veja-se, procurando num qualquer motor de busca da internet por um personata verde ancestral, principalmente nos sites relacionados com bons criadores belgas e holandeses ou mesmo no site da BVA, depressa verificamos que 90% de nós nunca vimos uma destas aves ao vivo. Tudo porque estas 4 especies cruzadas entre si produzem híbridos férteis, que por sua vez se vão desmultiplicar em mais e mais aves que nem são fischeris, nem personatas, nem….

Uma das maiores preocupações dos amantes de agapornis é o rumo que estas aves podem tomar, pelo que se aconselha a todos aqueles que têm alguns agapornis em casa, que se esforcem minimamente por tentar evitar estes cruzamentos.

É o futuro de 4 espécies em cativeiro que está em jogo. Quando comprar, informe-se bem e nunca compre, seja numa loja ou criador, dois agapornis. Compre 2 fischeris, ou 2 personatas, ou 2 nigrigenis…. E acima de tudo não os misture, com os seus parentes.

Vale mais pagarmos um pouco mais do esperávamos, mas ficarmos satisfeitos, do que comprar por impulso e depois arrependermo-nos.

Em relação à reprodução, refiro apenas que nestas espécies tanto os machos como as fêmeas constroem o ninho levando o material com o bico, pelo que aqui teremos de ter um pouco mais de paciência para acertar com os casais.

Sobre as mutações, se eu no que diz respeito aos roseicollis falei em arco-íris, então nestas espécies não há palavras, tal a variedade de cores, tonalidades e sua distribuição.

Pedro Duarte